sábado, 13 de setembro de 2008

Devassa

Não quero mais amar
Por enquanto
Quero me curar da feridas aberta
Por um amor que se foi
e levou meu coração

Não quero mais me ferir
Não quero derramar nenhuma lágrimas
só quero pode rir

Estas feridas ainda estão vivas
só você poderia curá-las
mas sei que não queres
sei que terei que viver com elas

Tento esconde-las a cada riso meu
Mas não sabes como é dificil
Rir e ve-la sozinha
Não sabe como é dificil lembrar
de seu corpo
de sua boca

Queria ve-la em meus braços
Porque ficas sozinha?
em vez de vir consumar está loucura
em mim, devassa

Não queria ser apenas sua história
queria ser teu presente
e seu futuro

Mas agora que foi
e deixou apenas as feridas
prifiro ficar só
Ante derramar mas uma lagrima por ti.

02:12 13/9/2008

FF

3 comentários:

marcelo disse...

hell foda pra carlho

anna..... disse...

é isso ai Eric, Acho que vc me entende de alguma maneira, parece que escreve o que penso

agda disse...

não se iluda...
quem ama desta maneira, sempre sofre.
vc já ouviu dizerem que amar dói?
pois é! não é fácil.
mas o tempo passa, e o sofrimento cura.
pareceu meio dramático e sem perspectivas, não é?
não quero te desanimar, mas te deixar preparado para o que ainda está por vir. Se prepare, meu caro, amar é como um furacão que passa...não deixa nada no lugar!
bjs
eu