sexta-feira, 7 de agosto de 2009

Noite e eu

São duas da manha
acendo um cigarro
saio pelo portão
em uma noite chuvosa

saio por ai tentando lhe encontrar
onde você foi
pra que ir sem mim

tento saber porque você se esconde de mim
levando todos os elementos necessários
pra que nosso amor exista

e se essa noite não acabar
e eu não lhe encontrar
o que será de mim?
como será pra mim?
como poderei ainda caminhar sem uma direção?

será doloroso a cada momento
em que eu sentir seu cheiro em meus lençóis
lembrar das coisas loucas em que vivemos

mas agora elas se foram
quando você partiu
e me deixou
nessa noite chuvosa com os meus cigarros

e a chuva cai em meu rosto
levando tudo o que vivemos
deixando o frio que ficava ao te beijar
levando todas as emoções
tudo
agora é só eu e esta noite

FF

03:05 06/07/2009

4 comentários:

Schermak, Anna disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Schermak, Anna disse...

Acho as vezes que a noite será sempre a unica companheira e a Lua a nossa unica razão de seguir ...
Eric vc não sabe o quanto o que vc escreve tem a ver comigo D:
Ou melhor sabe!

preta disse...

noite fria, chuvosa e melancólica...
quando Um Novo sol bater na janela do teu quarto (te lembra alguma coisa?) continue escrevendo...
bjs
tia

gabriela k. disse...

Lindas poesias !
Muito obrigada por acessar o meu blog.
Gostei muito do seu e vou seguir.
beijão