quinta-feira, 20 de agosto de 2009

Mar

oh mar porque do som das suas ondas
me diz essas coisas
fazendo me pensar
e trazendo devolta tudo aquilo
que tinha imaginado ter deixado pra tráz

porque mar insiste em dizer coisas
que meu coração não mais queria ouvir
aponte a arma em minha cabeça
e puxe o gatilho

pra ver se consigo esquecer tudo
por favor não me faça acreditar
meus olhos já estão fartos de lágrimas
minta pra mim
porque eu não quero mais

em pensar que tenho tudo
e ver que não tenho nada
sentindo o mundo desmoromar

oh se o tempo pudesse voltar
eu queria ser como você mar
lutar eternamente
pra vencer a praia
eu queria ter tua força
e lutar

mas lutar em guerra sozinho?
tendo no horizonte
a derrota?

só queria eu, deitar minha cabeça
no meu traviseiro
e ao a acordar não sentir mais seu perfume
e não lembrar mais de você

e não tendo mais motivos pra lutar,
e perder,
não lembrar mais do gosto de seus lábios
aquele gosto que lembra a agua do mar

FF

11:41 20/08/2009

2 comentários:

preta disse...

o mar é tão lindo, mas perigoso...
talvez uma paixão avassaladora possa ser comparado ao mar em fúria.
e existem dias de calmaria, dias perfeitos e felizes que devem ser aproveitados ao máximo, porque felicidade são momentos, não existe eternamente.
Sozinho nesta batalha? não. Nunca estamos. sempre temos luzes que brilham, acolhem, aquecem e nos dão conforto.
A batalha não está vencida ainda...não se canse de lutar...
bjs
preta

Thais Lopes disse...

Eu adorei esse post, fala tudo que sentimos, adorei mesmo, Muito bom FF.